O ERP faz o gerenciamento e integração das atividades de todos os setores da empresa. Porém, para que a informação seja organizada, o gerenciamento é feito através de módulos que representam as diferentes áreas que compõem uma empresa. Dentre os principais módulos de ERP estão:

 

  • Vendas;
  • Estoque;
  • Compras;
  • Recursos Humanos;
  • CRM;
  • Jurídico;
  • Fiscal e contábil;
  • Financeiro.

 

De todos esses módulos, o que se pode perceber pelo mercado é que grande parte das empresas brasileiras utilizam apenas as funcionalidades mais básicas do ERP e acabam deixando de lado as mais avançadas e que permitem um controle pleno das suas operações.

Por outro lado, a estrutura de módulos torna o sistema mais acessível, pois desta forma, é possível que empresas de pequeno porte, por exemplo, usem apenas os módulos que fazem maior sentido para o seu modelo de negócio e capacidade de investimento. As multinacionais também podem implementar um ERP, pois ele atende as áreas da empresa e consegue automatizar os milhares de processos e faz a integração de todos os setores. Logo, qualquer negócio, seja pequeno ou grande, consegue automatizar seus processos e escalar o negócio com a ajuda do software de gestão.

Além disso, o sistema atende empresas com necessidades diferentes, como por exemplo, uma revendedora que não precisa de um módulo voltado para produção. Nesse caso a empresa só vai utilizar alguns módulos e funcionalidades do sistema.

Outro ponto importante do sistema ser modular é que facilita o monitoramento dos gestores para as operações referentes a cada área. Desta forma, o gestor de cada setor consegue controlar sua área e o CEO consegue acompanhar tudo em um só local. Além de ter outro espaço dedicado para os funcionários fazerem os registros das suas atividades, modernizando funções básicas de ERP e trazendo maior trabalhabilidade.

Use dados e inteligência do sistema otimizado para seu negócio, para ajudar sua equipe a encontrar novas oportunidades de negócios, personalizando e criando aplicativos que atendam aos requisitos de sua empresa com pouco ou nenhum desenvolvimento de código, aumentando sua gama de clientes.

Vale ressaltar aqui que para obter o máximo da ferramenta é fundamental que exista o pleno conhecimento sobre como mexer com a ferramenta de gestão.

Em geral, as fornecedoras de ERP ensinam apenas os processos mais básicos. Isso porque, os ERPs costumam ser bem complexos tanto na sua implementação quanto no seu uso diário, mas é possível extrair o máximo do sistema com a ajuda de uma consultoria especializada.

 

Fale agora com um de nossos consultores contato.

Notícias Semelhantes