Para entender o que é um ESB é necessário entender a motivação que levou a sua criação. Tudo começou com o avanço da arquitetura SOA – Service Oriented Architecture, que em sua tradução é a arquitetura orientada a serviços.

O desenvolvimento de sistemas em ambientes corporativos com o tempo ganhou proporções que não poderiam ser previstas a curto prazo. Um exemplo disso é a alta complexidade exigida para cada elemento. Consequentemente, esse crescimento desordenado criou pequenos pedaços de diversos sistemas que navegam pelo mesmo meio, via web. Cada componente é desenvolvido para ligar dois pontos específicos, que possuem interdependência dentro do sistema. Deste modo, esta característica faz com que haja uma grande redundância de funcionalidades.

A arquitetura orientada a serviços nada mais é do que a evolução natural da arquitetura de sistemas tradicional. Surgiu para solucionar as necessidades de desenvolvimento e capacidade de adaptação às novas demandas de mercado, que se faz cada vez mais exigente em qualidade e agilidade.

Um dos componentes mais importantes do SOA é o Enterprise Service Bus – ESB, um barramento de serviços corporativos. Esse barramento disponibiliza com maior facilidade os serviços do sistema para os usuários e outras aplicações, acelerando processos de integração.

Notícias Semelhantes