Enterprise Service Bus – ESB, se refere à arquitetura de construção de software tipicamente implementado em tecnologias encontradas na categoria de produtos de infraestrutura. É normalmente baseado no reconhecimento de padrões que fornecem uma base de serviços para arquiteturas mais complexas. Isso é feito via um driver de evento e padrões baseados em mensagens chamada de BUS.

Estes sistemas normalmente são heterogêneos e acabam não tendo sinergia entre si. Em muitos casos estão em tecnologias diferentes e as empresas acabam tendo um desafio enorme nos seus sistemas. Têm mecanismos de integração sem padrão definido e transações e objetos de negócio duplicados e conflitantes. Dessa forma, muitas vezes pode causar lentidão e alto custo no processo de integração.

Enterprise Service Bus é a ferramenta que oferece as funcionalidades necessárias para implementar esta abordagem entre os sistemas. O ESB faz com que os sistemas deixem de falar diretamente uns com os outros para que passem a utilizar um meio. Isso tudo utilizando a Arquitetura Orientada a Serviços – SOA, fazendo com que os sistemas sejam disponibilizados na forma de serviços para toda a empresa.

Em uma arquitetura empresarial fazendo uso de um ESB, uma aplicação irá comunicar via barramento, que atua como um message broker entre aplicações. A principal vantagem de dessa aproximação é a redução de conexões ponto a ponto necessárias para permitir a comunicação entre aplicações. Por reduzir o número de conexões ponto a ponto para uma aplicação específica, o processo de adaptação de um sistema às mudanças em um de seus componentes torna-se mais fácil.

Notícias Semelhantes